Turin Viagens

Notícias

Resort em Punta Cana: dicas para escolher o melhor para suas férias

Bookmark and Share
07.04.2016
Resort em Punta Cana: dicas para escolher o melhor para suas férias

A escolha da hospedagem certa é um ponto essencial para o sucesso de qualquer viagem. Quando se trata de Punta Cana, contudo, essa decisão se torna fundamental. O destino caribenho tem como marca os grandes resorts all inclusive – oásis de diversão e descanso, com atrações e refeições incluídas. Talvez por isso, Punta Cana é um dos destinos mais indicados para uma viagem de descanso a dois ou com a família. Escolher bem um resort em Punta Cana, pode fazer toda a diferença na sua viagem, afinal será nele e na praia dele que você ficará a maior parte do tempo.

Mas como escolher o melhor resort entre tantas opções? A verdade é que escolher onde ficar é a parte mais difícil da viagem, e a principal. Como esse é um assunto sempre solicitado pelos nossos clientes, resolvemos apresentar alguns desses hotéis.

1. Praias e mais praias
Punta Cana tem um litoral grande, com praias variadas. Dependendo da escolha do hotel você poderá ficar em um trecho mais agitado ou em uma verdadeira piscina com águas transparentes e peixinhos. A regra já consagrada é que quanto mais ao leste mais tranquila a praia. Conheçam pouco das regiões:

Uvero Alto e Macao – ficam nos trechos mais distantes do aeroporto. O mar por ali tem aquela coloração azul-turquesa, mas também bastante ondas, frustrando um pouco os que pretendem conhecer o mar “piscininha” do Caribe. Nessa área você encontra o Sivory, o Secrets Excellence e o famoso Hard Rock Hotel.

Arena Gorda – é a região dos gigantes RIU e Iberostar, e do VIK Arena Blanca. A praia ainda tem ondulação, mas é uma área de transição entre o mar agitado e o mar tranquilo. Bem na beira da praia, a água é clara; entrando no mar, a coloração fica mais escura, devido à cor das algas. Essa praia é seguida por El Cortecito, um pequeno trecho da orla.

Bávaro – Esse é o nome para colocar na memória e não esquecer. Aqui você vai encontrar a praia caribenha dos filmes: mar transparente de águas mornas e calmas, areia branca e macia à sombra de belos coqueiros. Não por acaso, é a praia mais bem cotada e onde fica a maior parte dos hotéis. Algumas opções de hotéis são: Barceló Bávaro, Paradisus Palma Real, Meliá, entre outros.

Cabeza de Toro é a praia que dá continuidade à costa em direção ao aeroporto. Há poucas ondas e o mar é igualmente límpido nessa parte da praia, com muitos coqueiros. Ali ficam o Catalonia e o Punta Cana Grand.

Punta Cana – A praia que dá nome à região tem águas calminhas e azul-claríssimo, típico do Caribe, que fazem dela uma ótima escolha. Nessa região ficam o Club Med e o Punta Cana Beach.

Mangia che te fa bene

A praia é um ponto vital na escolha do hotel ideal. Mas não é o único. Como dissemos, quase todos os hotéis espalhados na bela e ensolarada orla de Punta Cana trabalham na modalidade all inclusive – você come e bebe o dia inteiro e não precisa colocar a mão no bolso na hora de fazer o check-out. O custo-benefício, se comparado aos hotéis brasileiros, é excelente, sendo muitas vezes mais atrativo conhecer essa região do Caribe do que ficar no nordeste brasileiro.

Mas como você vai passar dias no complexo, é bom ficar atento a detalhes essenciais, como quantos restaurantes ele oferece e quais as opções disponíveis. Nos resorts de luxo as opções gastronômicas são bem variadas, com oferta de restaurantes italianos, franceses, japoneses e de cozinha oriental, mexicanos, mediterrâneos e de frutos do mar, além do indispensável self service, que costuma ter ótima qualidade, e até fast food.

Há ainda os que oferecem requintados restaurantes fusion ou com chefes internacionais. Alguns hotéis, porém, cobram taxas extras para jantares em restaurantes especiais, que podem chegar a US$ 50 por pessoa. Também é bom dar uma olhada no código de trajes de cada restaurante antes de fazer a mala – se bem que a maioria ignora os trajes mais formais (resort upscale) e com a dupla calça de sarja e camisa pólo você vai bem em qualquer um.

Da mesma forma que os restaurantes é bom dar uma olhada nos bares – especialmente na área entre a praia e a piscina, que deve ser costuma ser o habitat preferencial dos hóspedes.

Dolce far niente


Algumas observações são essenciais para saber escolher um hotel em Punta Cana.
Assim como nos hotéis de uma grande cidade, quanto mais você paga, maiores são as regalias. Em Punta Cana você encontra grandes complexos, de um mesmo grupo, e, dentro dos complexos, hotéis diferentes (quartos diferentes, serviços diferentes, mordomias diferentes). Quem paga pelo hotel mais caro pode utilizar os serviços de seu próprio hotel e os dos outros. Quem paga menos tem acesso a menos serviços e fica apenas em seu hotel – quando uma área é permitida somente para alguns hóspedes, há placas de aviso. Essa diferenciação é feita com as famosas pulseirinhas, que são colocadas nos pulsos dos hóspedes assim que eles chegam – cada cor guarda um “status” e o acesso a que você tem direito.

O complexo de lazer e entretenimento é outro requisito importante na hora de sua escolha. Mesmo que você seja do tipo de pessoa que passa tranquilamente os dias entre a praia e a piscina, é bom conhecer as outras opções de entretenimento de hotel caso queira dar uma variada ou para um improvável dia de chuva. As opções são muitas: esportes aquáticos, aulas de mergulho, jogos, cassino e tours gratuitos a shoppings. Caso você viaje com crianças, muitos hotéis oferecem áreas próprias para os pequenos, com monitores, brinquedos, videogames e de quebra, tranquilidade para os pais.

Outra observação que faz total diferença é conseguir entender o nome do hotel. A primeira parte do nome, em boa parte das vezes, refere-se a que complexo o hotel pertence; normalmente, o final do nome do hotel diz respeito a qual hotel do complexo se trata. O Grand Palladium, por exemplo, tem os hotéis Bávaro, Punta Cana e Royal.

Fonte: Melhores Destinos - http://www.melhoresdestinos.com.br/resort-punta-cana.html